Vim aqui, me alistar.

O escuro é  necessário, para que possamos entender e agradecer a luz.

O caos é necessário, para que possamos pedir e respeitar a paz.

Mas o escuro assusta e o caos apavora. Choca, angustia, enoja até. Me pergunto até que ponto o ser humano vai desrespeitar o limite do outro, as preferências, escolhas, crenças.

Não é possível que seja tão difícil compreender que uma pessoa pensa diferente de você, apenas por não ser você!

Não quero acreditar que o egoísmo e o orgulho imperam ao ponto de acharem que a verdade tem dono, além dEle. E, obviamente, se a verdade é Ele, não cabe a nós enfiar goela abaixo em quem quer que seja.

Vidas estão sendo perdidas. O pessimismo paira sobre nossas cabeças. A descrença no ser humano é, a cada dia, maior e mais dolorida. Viver em sociedade tem sido angustiante. Conviver é um verbo que traz arrepios de temor.

É guerra? Quero ser Soldado da Paz. E vou lutar, sim. Mesmo em preces.

Não quero ser indiferente, passiva ou pessimista demais. Só gostaria de ser instrumento da Tua paz e vim aqui, me alistar.

Anúncios
Postado em Voz